SC possui 34% de empresas fundadas e comandadas por mulheres

No Brasil, dos 52 milhões de empreendedores, 24 milhões são mulheres

Por vários anos as mulheres foram rotuladas como donas de casa e responsáveis pelo bem-estar dos filhos e maridos, porém, nas últimas décadas essa visão vem mudando. Atualmente elas atuam em diversos segmentos, buscando não só cargos em empresas já consolidadas, mas também criar seus próprios negócios.

Em Santa Catarina, 34% das empresas ativas foram fundadas ou são comandadas por mulheres, de acordo com dados levantados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Uma dessas mulheres empreendedoras é Ana Paula Dahlke. Formada em jornalismo pela Universidade Regional de Blumenau (Furb), iniciou seu negócio com um objetivo diferente de veículos de comunicação da região. Procurando se diferenciar no mercado, Ana decidiu inovar e criar seu próprio portal de notícias especializado em economia.

Ana Paula foi ganhadora do prêmio Gustav Salinger para jovens empreendedores. Foto: Rodrigo Andrade/ACIB

O projeto teve início em novembro de 2019, mesmo ano em que concluiu a graduação na Furb. “Em Blumenau, por exemplo, cidade em que nasci e cresci, temos diversos jornais on-line em que só de vez em quando soltam algo muito exclusivo e diferente. Não faria sentido fundar mais um portal de notícias como fazem hoje através de editorias de polícia, acidentes, eventos locais, enfim, acontecimentos do dia a dia”, explica.

Foi com essa visão que criou o site Economia SC, voltado para notícias relacionas a negócios, inovação, tecnologia, startups, carreiras e sustentabilidade.

Atualmente o site possui cerca de 80 mil acessos por mês e desde a sua fundação teve mais de 1,3 milhão de visualizações. O resultado é fruto do trabalho encabeçado por Ana Paula, com o apoio de 15 colunistas e duas repórteres “freelancers”, além de seu sócio e diretor de Tecnologia da Informação, Maycon Souza, também seu noivo.

No início do empreendimento, porém, a equipe jornalística era composta apenas por Ana, que contou com o apoio fundamental de Maycon na criação do site. “Comecei fazendo sozinha, e em casa. Desde a redação, comercial, redes sociais, gestão. A única ajuda que eu tive no começo foi do meu noivo, que tem mais de 20 anos de experiência em tecnologia. Ele criou o site para mim e hoje faz a manutenção semanal para melhorar cada vez mais a experiência do leitor no portal”, conta.

Das cerca de 24 milhões de mulheres empreendedoras no Brasil, 19% possuem de um a cinco sócios. Assim como Ana, as irmãs Daniela e Graziela Richart, hoje sócias, deram início em 2013 ao projeto de abrir uma loja especializada em moda feminina. “Nós começamos vendendo informalmente na casa de nossos pais. Minha irmã e eu continuamos trabalhando com carteira registrada atendendo clientes das 18h30 às 21h na casa de nossa mãe. Apenas depois de um tempo, saí do trabalho em que estava e me dediquei somente à loja, ampliando o horário de atendimento”, lembra Daniela.

Loja das irmãs Richart recebendo clientes e convidados na inauguração. Foto: Arquivo pessoal

As irmãs começaram a Sofi’s Modas apenas com a intenção de gerar uma renda extra para a família, pois as duas já trabalhavam em outras profissões quando começaram o próprio negócio. A pesquisa Empreendedorismo Feminino no Brasil, de 2019, divulgou que 56% das mulheres não começam o próprio negócio por necessidade, que é o caso das irmãs Richart.

Como parceiras no empreendimento, Daniela é responsável pelas finanças e demais atividades administrativas do estabelecimento, enquanto Graziela é quem faz a compra dos produtos e cuida das redes sociais da loja. Para Graziela, além de benefícios financeiros, empreender permite melhor gestão da rotina diária. “Empreender, para nós, facilita muito a vida materna. A gente pode estar muito mais presente na vida deles [filhos], por conta dos horários flexíveis. Estamos sempre nos ajudando para que minha irmã e eu possamos aproveitar o tempo com eles, então, o empreendedorismo nos dá uma vantagem enorme em nosso foco, que é a família”, comenta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s