Empreender em meio à pandemia: por que não?

Luana Silveira tem 21 anos e mostra que é possível empreender mesmo em tempos difíceis

Maria Luiza de Almeida Küster

Empreender não é nada fácil porque criar um negócio próprio significa ter inúmeras preocupações. Se em tempos normais já é difícil empreender no Brasil, imagina em meio à uma pandemia como a do novo coronavírus? Mas as dificuldades trazidas pela COVID-19 não pararam Luana Silveira.

Aos 21 anos de idade, Luana é formada em Técnico em Administração e é estudante de Moda. Sempre fez parte dos planos de vida da jovem a vontade de ser dona do seu próprio negócio e de não depender dos outros. Após iniciar a graduação em Moda, a estudante teve a ideia de abrir a Lu Clothing, uma loja de roupas online.

Foi justamente em meio à pandemia de COVID-19 que ela vislumbrou a oportunidade de abrir este negócio.

Como Luana sempre foi apaixonada pelo ramo da moda, ao iniciar a faculdade ela teve certeza de que seria naquele segmento que ela teria o seu próprio negócio.

O primeiro passo da estudante de Moda foi encontrar o seu público. Com o isolamento social e o decreto de “lockdown” no primeiro trimestre de 2020, Luana viu naquele cenário a oportunidade para iniciar o negócio de forma online.

Assim, os clientes da marca Lu Clothing podem escolher a peça que desejam na comodidade de suas residências e receberem os produtos sem sair de casa. Vislumbrando esta oportunidade, Luana criou o perfil @luclothingoficial no Instagram e começou a divulgar por ali as suas primeiras peças. 

No início do projeto, o principal receio da jovem empreendedora era o se ela teria clientes e se a empresa recém-criada iria gerar lucro. Após conversar muito com familiares e amigos, ela se sentiu segura e começou as vendas a partir do Instagram.

Outro desafio que ela viu ao longo do caminho foi encontrar bons fornecedores. Ela buscava, além de um bom preço, por produtos de qualidade. Por ser estudante de Moda, Luana está sempre atenta à todos os detalhes das peças. O objetivo da jovem empreendedora é entregar o melhor aos seus clientes.

Todos os desafios de um empresa enfrentados por uma única pessoa


Luana faz todas as funções da empresa sozinha, desde solicitar peças aos fornecedores, fazer as transições financeiras, fotografar as peças, atender aos clientes e entregar os produtos para os seus clientes. “É bem desafiador. No início, eu tinha mais dificuldade de alinhar todos os processos. Agora estou me acostumando e adorando a experiencia”, explica a estudante de Moda.

“É muito gratificante ter os feedbacks das clientes, sempre elogiando e dizendo que querem continuar comprando comigo. Isso é um dos motivos que me dá forças para continuar”, comenta. Luana acrescenta que, no futuro, pretende criar suas próprias peças e ter uma empresa de sucesso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s