Semma ganha certificado pela sua contribuição com o movimento nacional ODS Santa Catarina

A entidade teve atuação em 10 das 17 metas propostas pela ONU

Fernanda Tenfen

Mais 150 líderes mundiais foram a sede da ONU (Organizações das Nações Unidas), em Nova York, para se comprometer com uma nova agenda de desenvolvimento sustentável, o encontro aconteceu em 2015. Essas novas metas são uma sucessão e atualização dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Esta agenda conta com 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que deve ser realizado por todos os países do mundo durante os próximos 15 anos, ou seja, até 2030.

As metas envolvem temáticas diversas como erradicação da pobreza, segurança alimentar e agricultura, saúde, educação, igualdade de gênero, água e saneamento, crescimento econômico, sustentabilidade, redução das desigualdades, consumo consciente, sociedades pacíficas, preservação de vida marinha e terrestre e meios de implementação. Essas ideias já foram discutidas no nosso país na cidade do Rio de Janeiro no de 1992 através da primeira conferência sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento e 20 anos depois foi feita a Rio+20 para renovar o compromisso feito em 1992 e discutir melhorias e retrocessos.

As negociações da Agenda 2030 e das ODS resultaram em um documento de “Elementos Orientadores da Posição Brasileira”, feitos a partir de trabalhos de representantes da sociedade civil e oficinas organizadas pela Secretaria de Relações Institucionais e pelo Ministério das Cidades.

Em Blumenau, algumas medidas já foram tomadas para cumprir esses objetivos. A Semma (Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade) aderiu ao movimento em agosto do ano passado e esse ano recebeu o certificado pela sua contribuição. A entidade atuou na saúde e bem-estar, educação de qualidade, Água potável e saneamento básico, inovação, consumo consciente, ações contra mudança global do clima, vida na água, vida na terra, cidade sustentável e parcerias. Algumas das ações realizadas foram cobrança da manutenção e recuperação das matas ciliares ao longo dos ribeirões, diversos cursos para professores em educação ambiental, doação e plantio de mudas de árvores nativas da Mata Atlântica, junho verde, programas ambientais entre outras coisas.

“Ter recebido o selo foi um reconhecimento do esforço por parte de SEMMAS em alcançar o desenvolvimento sustentável e indica o comprometimento da instituição com objetivos da agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS)” comenta Éder Boron, presidente da Semma, com orgulho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s