Você sabe a importância de cuidar da pele depois dos 50 anos?

Especialista explica sobre os danos que podem ser causados na pele, pela falta de cuidado

Júlia Beatriz

Usar filtro solar e cuidar da pele desde a infância é fundamental. Muitas vezes, mesmo que não seja possível notar os danos causados ainda quando criança por não usar a proteção necessária contra o sol, com o passar da idade, manchas começam a surgir e certas lesões podem aumentar o risco do câncer de pele.

Por isso, além de ter uma rotina de cremes e tratamentos estéticos, depois dos 50 anos, a pele perde alguns dos componentes essenciais, tornando-a mais frágil e exigindo algumas mudanças no comportamento.

A dermatologista Carla Botasso explica que é necessário levar em consideração dois tipos de pacientes: o de 50 anos que não usou filtro solar e não se expôs exageradamente ao sol e o que fez a situação inversa : “o que não se expôs tanto ao sol , terá a necessidade de cuidar da pele, se nunca fez isso, de acordo com seu processo de envelhecimento, que é aumentar a hidratação, pois a pele se torna mais seca devido à queda do hormônio estrogênio e iniciar Fotoproteção Solar. Já a que se expôs sem nenhum critério ao sol, terá uma pele bastante fotoenvelhecida e danificada, portanto, além dos sintomas cutâneos do processo de envelhecimento, terá grandes chances de ser acometida pelo aparecimento do Câncer da Pele”.

Ainda, de acordo com a Dra. Carla, é recomendado que em ambas as situações seja criado um hábito de visitar regularmente o dermatologista, além de manter a pele hidratada e usar filtro solar com o fator 30, no mínimo. No caso de idosos, alguns cremes que são compostos com ureia, lactato de amônio e aveia coloidal, ajudam a ter um efeito maior de hidratação na pele.

Falando especificamente sobre mulheres, a flacidez facial ocorre pela diminuição gradual das funções celulares individuais e dos componentes estruturais (ossos, músculos, tecido gorduroso e ligamentos), que dão sustentação e firmeza a pele facial. Depois de alguns anos, essas estruturas envelhecem e, assim, deixam de dar suporte para a pele, fazendo com que, aos poucos, ocorra, também, a perda de colágeno e elastina. “Tratamentos são indicados nesse processo justamente focando na estruturação da pele facial e no estímulo do colágeno da pele, o que é feito através dos bioestimuladores de Colágeno/ Ácido Hialurônico/ Fios de sustentação/ Laser e outros tratamentos disponíveis. Esses tratamentos associados, trarão novamente juventude e naturalidade para o rosto, tratando a deficiência de cada paciente individualmente”, explica.

Durante a menopausa, é possível notar a perda de hidratação da pele, fragilidade na pele, unhas mais frágeis e cabelos finos. Conforme a dermatologista, atualmentente as mulheres vivem mais, mantêm a vida social e profissional ativa depois dos 50 anos, assim, a vida sexual também as acompanham. Com o envelhecimento, os órgãos sexuais também são atingidos, causando queixas como flacidez e atrofia vaginal, ressecamento, incontinência urinária, causando a perda do desejo sexual. “Porém temos hoje, na dermatologia, o tratamento ginecológico à laser, um procedimento que consiste em melhorar os sintomas da menopausa e que revolucionou essa área, dando de volta à mulher e seu parceiro o prazer que haviam perdido”, conclui.

Veja a seguir algumas dicas para deixar a pele bonita e saudável, em todas as idades:

Higienizar diariamente a pele com sabonetes adequados para cada tipo de pele e preferencialmente líquidos;
Os tônicos podem ser usados para retirar os traços de sujeira e maquiagem que o sabonete não tira, porém nunca esfregar a pele, ser sempre gentil com ela;
Hidratar a pele, mesmo as oleosas, nesse caso usando hidratantes livre de óleo ou oil-free. Assim manterá o viço e proteção natural da pele, protegendo-a de fungos e bactérias oportunistas;
Fazer fotoproteção solar com FPS no mínimo 30 e evitar sol em excesso;
Além disso, evitar banhos muito quentes, buchas e esfoliação excessiva na pele;
Também beber bastante água e ter uma dieta rica em fibras e frutas;
Dra. Carla Botasso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s