Prefeitura de Blumenau acumula R$ 300 mil de prejuízo com atos de depredamento do patrimônio público

Além de furtos do cabeamento da iluminação pública, novos pontos de ônibus também sofrem com a ação de vândalos

Edemir Júnior

A Prefeitura de Blumenau divulgou um breve balanço dos atos de vandalismo contra o patrimônio público na cidade. Além das depredações, o furto de cabeamento tem afetado também a iluminação pública da cidade. Somente no Complexo do Badenfurt, os gastos desde o ano de 2016 superam o valor de R$ 105 mil.  

Segundo a Secretaria de Conservação e Manutenção Urbana (Seurb), neste ano, no mês de abril, havia ocorrido um furto e em seguida foi providenciada a reposição. Dias depois, toda fiação colocada foi novamente roubada, tendo que haver um novo investimento para reparar os danos causados.

“É lamentável este tipo de comportamento que onera os cofres públicos e também a todos nós contribuintes. Recurso que poderíamos destinar para cobrir outras demandas necessárias, temos que usar para repor os materiais que frequentemente são roubados”, alega Michael Schneider, secretário da Seurb.

A reposição do cabeamento no Complexo do Badenfurt está previsto para os próximos dias. Entretanto os danos contra iluminação pública atingem também outras localidades, como, por exemplo, as pontes Irineu Bornhausen, Aldo Pereira de Andrade, Adolfo Konder, Rua da Glória, entre outras, contabilizando prejuízo superior a R$ 300 mil desde 2016.

Além desses casos, os novos pontos de ônibus da cidade também estão sofrendo danos. Pichações e arranhões nos vidros são os principais delitos. Vale lembrar, que cada ponto de ônibus novo teve um custo de, aproximadamente, R$ 12.500 e são produzidos com aço galvanizado, fechado com vidro temperado e telhas térmicas.

Foto: Adriano Pereira / Divulgação

Atos de vandalismo contra o patrimônio público pode acarretar em uma série de problemas para quem o fizer. Segundo a definição da lei, o que caracteriza o patrimônio público é o fato de ele pertencer a um ente público – a União, um Estado, um Município, uma autarquia ou uma empresa pública. Se for pego, o indivíduo pode sofrer uma detenção de um mês a três anos, e/ou o pagamento de uma multa, dependendo do caso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s